Seja um Associado
Newsletter Amitur
Inscreva-se e receba os informativos da AMITur
Salão São Paulo de Turismo
 
conteudo-brasil 
Banco de Imagens do Estado de São Paulo
Compartilhe
AddThis Social Bookmark Button

Clique nas fotos para ampliá-las

NOTAS DO TURISMO PAULISTA publicadas entre 19 e 22 de outubro de 2017

AddThis Social Bookmark Button

PARQUES ESTADUAIS

Parque Estadual Serra do Mar. A Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo publicou um folder divulgando os nossos parques estaduais. Eles constituem unidades de conservação, normalmente extensas, destinadas à proteção de áreas representativas de ecossistemas.
Também podem ser áreas dotadas de atributos naturais ou paisagísticos notáveis, sítios geológicos de grande interesse científico, educacional, recreativo ou turístico, cuja finalidade é resguardar atributos excepcionais da natureza, conciliando a proteção integral da flora, da fauna e das belezas naturais.

PARQUE INTERVALES

Parque Estadual Intervales.Esse parque, com 41 mil hectares, tem seu nome por estar entre o vale do rio Paranapiacaba e rio Ribeira de Iguape. Abrange municípios de Iporanga, Sete Barras, Guapiara, Ribeirão Grande e Capão Bonito.
A sede fica em Ribeirão Grande (15) 3542-1511. O Parque Intervales reúne numerosos atrativos, como trilhas, cavernas, cachoeiras com piscinas naturais, mirantes e monumentos históricos.
Em meio ao patrimônio natural e à rica biodiversidade da Mata Atlântica há pousadas e restaurantes ao seu dispor.

PARQUE ALTO RIBEIRA

Caverna Santana, em Iporanga.Com o nome pomposo de 'Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira', também conhecido por suas iniciais "Petar", e com 35 mil hectares, temos esse parque dividido em quatro núcleos e onde se pode realizar desde passeios com baixo nível de dificuldade e até de aventura.
Abrange os municípios de Apiaí, Iporanga e Guapiara. Os núcleos 'Santana' e 'Caboclos' concentram a maior parte dos atrativos, enquanto que o núcleo 'Ouro Grosso' recebe maior número de escolares e eventos, em razão da sua boa infraestrutura de apoio.
Já o núcleo 'Casa de Pedra', em meio a 400 cavernas, tem como destaque a caverna com o maior portal do mundo (215m). O "Petar" tem um charme único. (15) 3552-1875.

PARQUE CAVERNA DO DIABO

Na Caverna do Diabo tem passarelas. Além da famosa caverna, o Parque com o mesmo nome. Mais conhecida pela facilidade de acesso, a meio caminho entre São Paulo e Curitiba, no Vale do Ribeira, em plena Mata Atlântica.
Abrange os municípios de Eldorado, Barra do Turvo, Cajati e Iporanga, e a sua área é de 40 mil hectares, fazendo parte do 'Mosaico de Jacupiranga'. (13) 3871-3318.
A Caverna do Diabo, outra das maiores, tem corrimões, passarelas e boa iluminação para facilitar o acesso dos turistas.

PARQUE ILHA DO CARDOSO

Delícia de caminhadas na Ilha do Cardoso.O Parque Estadual Ilha do Cardoso está situado no município de Cananéia, divisa com o Estado do Paraná.
É importante área de preservação, com remanescentes da Mata Atlântica e com sistema lagunar, praias, cachoeiras, costões rochosos e mangues. (13) 3851-1163.
Há ocupações por comunidades tradicionais de pescadores que também trabalham com o turismo. Há hospedagem e hospitalidade caiçara. Para acessar a ilha contrata-se um barco em Cananéia.

PARQUE CARLOS BOTELHO

Belos Cenários no Parque Carlos Botelho.Esse parque se estende pelos municípios de São Miguel Arcanjo, Sete Barras, Capão Bonito e Tapiraí. Ali estão os pontos mais altos da Serra de Paranapiacaba, com altitude de 975m.
O parque é um dos mais importantes refúgios da vida selvagem da região, com os mais importantes remanescentes da Mata Atlântica.
Também ali se encontra a maior população de muriquis, os maiores primatas das Américas, bem como 'monos carvoeiros'. (15) 3379-1477.

TRILHA DO CONTINUUM

Trilhas agradáveis nos Parques Estaduais paulistas.Trata-se de uma trilha de longo percurso em implantação, que integrará três parques: Intervales, Petar e Carlos Botelho. Ela liga diversas trilhas já existentes, totalizando 150 km de extensão.
Como outras trilhas de longo percurso, A 'Trilha do Continuum' poderá ser percorrida em trechos mais curtos de poucas horas ou de um dia. Para percursos completos que podem durar até 5 dias, haverá pernoites em pontos determinados, caso em que se recomenda pessoas habituadas a esse tipo de atividade e devidamente equipadas.

(Texto de Jarbas Favoretto, MTb 32.511 – outubro/2017)

Desenvolvido por:
Site desenvolvido por A3 Internet, clique para ver nosso portfolioGuia comercial Circuito BR 116, ferramenta de desenvolvimento da região